OFÍCIO DIVINO

O “Ofício Divino” (ou Liturgia das Horas), uma das mais antigas práticas de espiritualidade cristã, trata de horários fixos ou distribuídos durante o dia onde há uma pausa para oração. A palavra OFÍCIO vem do latim “opus” que significa “obra”. É o momento de parar em meio toda a agitação da vida e recordar que a obra é de Deus. Encontramos na Bíblia muitos exemplos disso. Davi orava sete vezes por dia (Salmo 119:164). Daniel orava três vezes por dia (Daniel 6:10). Jesus provavelmente seguia o costume judeu de seus dias de orar duas ou três vezes por dia, após sua ressurreição, seus discípulos seguiam o hábito de orar durante certas horas do dia (Atos 3:1 e 10:9)

OS ELEMENTOS CENTRAIS DO OFÍCIO DIVINO SÃO:

PAUSA – Esta é a essência do Ofício Divino. Parar o que estou fazendo para voltar a minha atenção a Deus que está no trono e que é o Senhor da minha vida. Ao fazer isso, eu estou reconhecendo que Ele reina e que está no controle de tudo, inclusive da minha vida.

SILÊNCIO E CENTRALIZAÇÃO – Fazer calar todas as vozes para ouvir a voz de Deus. Levar cativo todo pensamento em obediência a Cristo. Disciplinando minha mente para se aquietar, sossegar e descansar em Deus.

LEITURA BÍBLICA – Ler passagens curtas da Bíblia (por exemplo, Salmos que era o livro de oração dos judeus e cristãos primitivos).

ORAÇÃO: Usar os versos que falam com você neste momento de sua vida como base de uma oração a Deus.